terça-feira, 12 de novembro de 2013

"Pallywood"


No dia 7/2/04, enquanto fotojornalistas capturavam a imagem de uma senhora arabe com expressão de sofrimento, Enric Marti, fotógrafo da Associated Press, registrou o momento a partir de um ângulo bem mais original e honesto.


Pode ser que essa mulher tenha começado a chorar antes de encontrar os fotógrafos, mas sua posição – sozinha, ao lado de pichações em inglês – indica que a cena foi armada e que queria passar o máximo de impacto possível ao público ocidental. Parece que os fotógrafos não querem apenas ‘captar a imagem’, mas criá-la – seja ativamente (pedindo que a senhora pose), seja passivamente (permitindo ser por ela manipulados). Ambas as situações levam notícias erradas ao consumidor e, portanto, violam a ética jornalística.
Mas de acordo com Tim Rutten, do Los Angeles Times, a polêmica sobre a divulgação de fotos digitalmente manipuladas e erroneamente legendadas pela [agência de notícias] Reuters não chegou perto da dimensão que deveria ter tido na mídia.


Nenhum comentário: